sexta-feira, 6 de novembro de 2020

Assassino confesso de Allana Ludmilla vai a júri popular na próxima semana

Do MA10 - Robert Serejo Oliveira, assassino confesso de Alanna Ludmilla, é um dos 48 réus que vão à julgamento no Tribunal do Júri de São Luís neste mês de novembro. A sessão para decisão judicial contra o réu ocorrerá no próximo dia 10. Alanna foi morta brutalmente em novembro de 2017.


Robert Serejo vai à júri popular e responderá pelos crimes de feminicídio, estupro de vulnerável e ocultação de cadáver. Ele foi preso três dias depois de ter estuprado, matado e enterrado Alanna no quintal da casa onde a criança morava em Paço do Lumiar e segue preso do Complexo Penitenciário de Pedrinhas desde então.

Entenda o caso

A criança de 10 anos desapareceu no dia 1º de novembro enquanto a mãe estava numa entrevista de emprego. A criança ficou desaparecida por três dias até ser encontrada por vizinhos no quintal da residência em que morava enterrada numa cova rasa. Segundo testemunhas, a criança foi encontrada com um saco plástico na cabeça e com as mãos amarradas. Alanna Ludmilla apresentava sinais de asfixia e abuso sexual.

O ex-padrasto de Alanna, Robert Serejo Oliveira, era o principal suspeito do crime na época. O suspeito chegou prestar depoimento na delegacia de polícia no intervalo de três dias de desaparecimento da criança, mas foi liberado por falta de provas. Após a polícia encontrar a criança Robert Serejo Oliveira desapareceu, sendo localizado dias depois tentando viajar para o interior do estado em fuga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário