terça-feira, 22 de setembro de 2020

Governo Flávio Dino: MPF apura tentativa de desvio de respiradores do Consórcio Nordeste

O Ministério Público Federal (MPF) acusa o Consórcio de Governadores do Nordeste, do qual faz parte o governador Flávio Dino, de usar respiradores como pagamento de propina. Procuradores acusam o secretário do consórcio, o ex-ministro petista Carlos Gabas, de intermediar o desvio de respiradores para a cidade paulista de Araraquara, governada pelo petista Edinho Silva.



Ou seja: respiradores comprados com recursos de nordestinos iriam ser roubados e entregues a uma prefeitura do sul do país, segundo o MPF.

De acordo com o MPF, “o Consórcio Nordeste firmou contrato com a empresa Hempcare Pharma Representações LTDA para o fornecimento de 300 respiradores, mas, para viabilizar a negociação, teria exigido a doação de 30 respiradores ao município de Araraquara”.

Os nove governos do Nordeste pagaram cerca de R$ 50 milhões pelos 300 respiradores. Desse total, o governo Flávio Dino (PCdoB) contribuiu com R$ 4,9 milhões. Os equipamentos nunca chegaram do exterior apesar dos recursos terem sido pagos.

A informação é da coluna Radar, da Revista Veja.

Do Site Linhares Jr.

Nenhum comentário:

Postar um comentário