quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Crise em Paço do Lumiar: a consequência do voto

Crise na Câmara, inercia no Poder Executivo, assim encontra-se Paço do Lumiar.


Desde 2017 quando o novo prefeito assumiu o comando da cidade e os novos vereadores tomaram posse de seus mandatos, junto com eles vieram a crise que tem como resultado: o atraso, corrupção, graves, manifestações e a insatisfação popular.

O prefeito Dutra que prometera em campanha eleitoral acabar com o sistema perpetuado há anos e extinguir as famílias tradicionais da política luminense, na verdade fortaleceu ainda mais.

Na Câmara de Vereadores, o badalado G9 com o DNA legítimo do CLÃ Aroso logo se esfacelou, porém sem perde as rédias e o controle, enraizou o problemático Marinho do Paço que sem princípios do poder e de legislação afrouxou a banalização.

Paço do Lumiar vive um dos seus piores momentos da sua história, causados pelos maus políticos, que brigam pelo poder, pelos seus próprios benefícios e pela manutenção de seus mandatos, mas que não brigam pela educação das crianças, pela saúde dos idosos, por uma rua asfaltada, pela segurança da sua família, pelo transporte público de qualidade.

A justiça através de seus membros, parece está surda, cega e muda, ou conivente com toda situação. Justiça essa que os luminenses chegaram acreditar.

Mas não deixa se ser importante afirmar que tudo isso que acontece tem o aval do POVO, mesmo enganados pelas bonitas promessas .

Essa é a consequência do seu VOTO!



Nenhum comentário:

Postar um comentário