domingo, 3 de fevereiro de 2019

1ª mulher a denunciar João de Deus comete suicídio

Morreu ontem, sábado ((02), a ativista social Sabrina Bittencourt, 38 anos. Ela foi a primeira mulher que apareceu no programa da Rede Globo “Conversando com Bial”, oportunidade em que relatou os abusos sexuais a que foi submetida pelo líder espiritual, João de Deus.

Sabrina recorreu ao suicídio após escrever em sua conta no Facebook sobre sua vida e a luta pelas mulheres e minorias. “Marielle me uno a ti. Eu fiz o que pude, até onde pude. Meu amor será eterno por todos vocês. Perdão por não aguentar, meus filhos.”.
Ele deixou três filhos que moram com o pai. Sabrina morava em Barcelona e foi a voz firme que abriu caminho para outras vozes contra os crimes de abuso sexual praticados contra as mulheres.
O site Catraca Livre publicou que “Gabriel Baum, filho de Sabrina Bittencourt, confirmou o suicídio da ativista conhecida por iniciar as denúncias de abuso sexual contra João de Deus, no último sábado, 2. Neste domingo, 3, por meio de seu Facebook, o rapaz disse que os outros filhos de Sabrina ainda não sabem da morte dela e prestou uma homenagem à matriarca”.
“Não deixem que ninguém manche a memória dela. Tenho que cuidar dos meus irmãos agora. Eles não sabem ainda e não sei como vamos dar a notícia para eles. Obrigado”, escreveu.

do Blog Luís Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário