sexta-feira, 23 de novembro de 2018

Escândalo! Em São José de Ribamar pais de alunos dão ''intera'' para merenda escolar

Duas denúncias graves contra a gestão do prefeito Luís Fernando Moura da Silva (PSDB),vieram a tona na manhã desta quinta-feira, 07.


“Intera” pra merenda escolar em Ribamar
Na primeira, uma mãe de aluno do Liceu Ribamarense I, localizado na região da Sede do município, denunciou que funcionários da escola, tem pedido colaboração de R$ 20 reais de cada aluno, para comprar temperos para a merenda escolar oferecida.
Denúncia parecida tem sido feita por pais de alunos do Liceu Ribamarense 2, localizado no Parque Jair. Lá, de acordo com as denúncias, os pais tem que pagar uma taxa de R$ 50 reais por mês.

Nas redes sociais, assessores do prefeito contestaram a informação e afirmaram que o Liceu 2, no Parque Jair, era tomado por bandidos, e que a atual gestão tomou a escola dos bandidos e devolveu pra comunidade. A informação revoltou os pais de alunos do Parque Jair, que garantem que a Escola sempre foi ocupada por alunos e pessoas idôneas.
No primeiro bimestre, Luís Fernando já havia tido outro atrito com pais de famílias do Parque Jair, quando, durante protesto por melhorias no bairro, Luís Fernando teria destratado os moradores e esbravejado “conversem como gente que eu converso com vocês.”
Estelionato eleitoral
O maior líder comunitário da região da Matinha, Cícero da Matinha, denunciou hoje, o que podemos classificar como estelionato eleitoral.
De acordo com Cícero, o prédio onde funcionava a UBS da Matinha, que antes, era a residência do vereador Lázaro (PV), está com placa de vende-se. Até aí, tudo normal, se não fosse um pequeno detalhe, os moradores da Matinha sabem, e ouviram da própria boca do prefeito Luís Fernando quando tentou sua reeleição em 2008, que o prédio havia sido doado por Lázaro sem nenhum custo para a prefeitura, e lá, passou a funcionar a UBS.
Agora, com a informação de que o imóvel está à venda, a verdade veio à tona, e o que tudo indica, na tentativa de se reeleger e reeleger o seu aliado, vereador Lázaro, ambos enganaram a comunidade, e o imóvel nunca foi doado para a prefeitura, um verdadeiro estelionato eleitoral cometido pelos dois em 2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário