terça-feira, 23 de outubro de 2018

Unidade Mista continua sendo um 'Elefante Branco'

Obra que se tornaria referência em saúde está parada pela 4ª vez sem previsão de retomada. Incompetência do governo do estado e prefeitura de Paço do Lumiar são alguns dos motivos da paralisação, além de 'disputas judiciais' e irregularidades.


Usada como marketing eleitoral por Flávio Dino e Dutra em 2018, está abandonada pela 4ª vez a obra da Unidade Mista do bairro Maiobão em Paço do Lumiar, uma promessa antiga que se arrasta desde 2013.

Inicialmente orçada em R$ 718,8 mil apenas para uma reforma, a Unidade Mista se tornou um 'Elefante Branco' após o anuncio de que seria também uma maternidade a qual o valor da obra chegou a casa  R$ 4,7 milhões. 

De acordo com informações o certame foi feito de forma direcionada, na qual por sua vez teve como vencedora da licitação a empresa Athos construções LTDA. Ainda assim, a empresa Quartzo engenharia LTDA participante do certame entrou com o mandado de segurança impedido a continuidade da obra. Detalhe - nessa disputa judicial ambas as empresas são pertencentes ou ligadas a políticos do grupo dos comunistas, ou seja, tudo não passa de uma disputa de interesses que passam por cima do interesse da população luminense.

Apesar de não ter nenhum dispêndio mensal, o local segue um canteiro de obra parado e sem utilidade. Que precisa de atendimento médico tem que recorrer para o município vizinho ou para hospitais da  capital.

Termo elefante Branco: é uma expressão idiomática para uma posse valiosa da qual seu proprietário não pode se livrar e cujo custo (em especial o de manutenção) é desproporcional à sua utilidade ou valor. O termo é utilizado na política para se referir a obras públicas sem utilidade.

Saiba mais, AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário