sábado, 6 de outubro de 2018

Pai de Flávio Dino foi funcionário fantasma no governo Roseana

''Devoto'' da família Sarney, pai de Flávio Dino foi funcionário fantasma no governo Roseana até último dia de governo e ainda  ocupou cinco cargos. Por que acredita em Flávio Dino?


Amamentado a época pelos cofres públicos do Estado, o advogado Sálvio Jesus de Castro e Costa, pai do governador Flávio Dino, do PCdoB, usou da amizade que mantinha com Sarney para se beneficiar. De 2013 a 2014 o pai de Flávio Dino ocupou os seguintes cargos: inicialmente o alto cargo de secretário adjunto da Secretaria de Estado Extraordinária de Desenvolvimento do Sul do Maranhão, de onde pulou em 2013, após longas férias, para o cargo de assessor especial da Casa Civil, e logo depois, depois de novas férias, para o cargo de auditor-geral adjunto do Estado e, feito cigano apadrinhado, para o cargo de assessor Especial de Apoio Institucional, quando novamente entrou de férias.

A época, Sálvio Dino ainda tentou omitir a informação, porém foi desmascarado. Saiba mais aqui. Hoje, o candidato comunista arrota moralidade, tudo balela. A final por que acreditar e confiar em Flávio Dino?

Veja os documentos obtidos pelo blog Atual 7 em abril de 2015 ;
Comprovante de atualização cadastral de 2014 revela pai de Dino como fantasma do governo Roseana Sarney

Pai do governador garfou sinecura no governo Roseana de 2009 a 2014


Aliado antigo, Sálvio Dino pulou de cargo em cargo pelos cofres do Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário