quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Em estado de greve, rodoviários farão paralisação de advertência na sexta-feira (26)

Nesta quarta-feira (24) o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão reuniu a categoria e deu um prazo para que os empresários pudessem apresentar uma nova contraproposta em relação a Convenção Coletiva de Trabalho, o que não aconteceu. Categoria realizará paralisação de advertência ainda essa semana e cruzará os braços por tempo indeterminado a partir de segunda (29).

Os trabalhadores pedem reajuste salarial de 12%, aumento do ticket alimentação para 650 reais, manutenção dos demais benefícios, como planos de saúde e odontológico e ainda, a permanência da função de cobrador, evitando assim, a demissão em massa dos trabalhadores.
Já a contraproposta dos empresários seria o congelamento de salários (sem novo reajuste) e do valor do ticket alimentação (sem novo reajuste), a participação da categoria no pagamento de 50% do plano de saúde, acabar com o plano odontológico; terceirizar o pessoal da manutenção e do administrativo, e suposta extinção da função de cobrador.
Caso não ocorra nenhum avanço, os trabalhadores cruzarão os braços na sexta-feira (26), em dois períodos do dia (pela manhã nas primeiras horas e a tarde das 15h até às 18h), em uma paralisação de advertência. Se os empresários não convocarem os diretores do Sindicato para uma nova rodada de negociação, a greve geral será deflagrada a partir de segunda-feira (29).
“Chegou a hora de mostrarmos a nossa força. Nosso objetivo não é causar nenhum transtorno a cidade, mas que sejamos, acima de tudo, respeitados”, conclui Isaías Castelo Branco, Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.
Do MA10

Nenhum comentário:

Postar um comentário