PESQUISAR

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Câmara de Paço do Lumiar mantêm omissa informações à população

Paço do Lumiar segue um município sem ordem, cheio de ilegalidades prejudicando somente aos munícipes que não sabe mais a quem recorrer, veja por exemplo o caso da câmara  municipal que omite informações básicas e nem de longe cumpre com seu dever. O mau exemplo começa pelo próprio vereador que preside a casa legislativa.


Plenário da Câmara Municipal de Paço do Lumiar


Com a imagem e conduta maculada, o presidente da câmara Marinho do Paço (PROS) segue pintando e bordando, sob seu comando a casa legislativa não cumpri nem metade do que rege a lei, que é um direito do cidadão, apesar de ter sido acionado na justiça e ainda assinar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) a qual se compromete em regularizar a situação, o  mesmo apenas assinou, mas cumprir que é bom até agora nada.

Além do fato de não cumprimento das funções básicas, Marinho nos últimos meses vem acumulando diversas denúncias escândalos  a cerca da gestão do legislativo, a última é sobre suspeita de superfaturamento em licitação divulgada no blog local.

O dever maior de fiscalizar as ações do executivo ficaram na inércia e submissas ao prefeito Dutra, que tem o controle da casa que não segue o rito de poder independente e harmônico.

Como o Atual 7 alerta: O fato curioso é que, na eventual reprovação das contas de Dutra pelo TCE/MA, caberá à Câmara de Paço do Lumiar dar o veredito final, confirmando ou não o parecer técnico do tribunal. Se, até lá, o Poder Legislativo municipal também estiver em descumprimento com a lei que obriga os entes públicos a atualizem seus portais orçamentários, será um Poder marginal julgando a delinquência do outro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário