PESQUISAR

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Aliados do governador Flávio Dino são citados por preso da Operação Pegadores


A cada dia que passa os aliados do governador Flávio Dino (PCdoB) aparecem envolvidos em escândalos de corrupção no setor da Saúde. Alguns desses aliados já são figuras carimbadas que buscam benefícios para fins próprios como o deputado estadual Levi Pontes (PCdoB) gravado duas vezes, no escândalo do peixe, e da UPA de Chapadinha.

Agora veio atona mais revelações. O homem apontado como operador da saúde pública do Maranhão no governo Flávio Dino  e preso na Operação Pegadores da Policia Federal, médico Mariano de Castro Silva, citou através de carta o deputado estadual Marcelo Tavares,  o operador do 'esquemão' diz que pagou “exames até para familiar de Marcelo Tavares.”

O médico Mariano cita o secretário de saúde Carlos Lula e o próprio Governador Flávio Dino, em tom de aviso diz, “Conversar com Rafael e Thiago… Para Pinto e Tema ir a Lula e Flávio Dino… A culpa não pode ficar só comigo…”, diz trecho da carta divulgada no blog do jornalista Neto Ferreira.


Ainda a Policia Federal, investiga uma negociação de empregos na  UPA de Chapadinha que teria beneficiado dois deputados (Levi Pontes, Paulo Neto) da base do governo Flávio Dino e o prefeito da cidade Magno Barcelar. Durante as interceptações telefônicas, a Polícia Federal descobriu que as vagas na UPA do município foram dividas entre o prefeito da cidade, Magno Bacelar, e os deputados estaduais Paulo Neto e Levi Pontes.

Prefeito Magno Bacelar e os deputados Paulo Neto e Levi Pontes

A esquerda prefeito de Chapadinha Magno Bacelar, no centro o deputado Paulo Neto, e a direita Deputado Levi Pontes 


Resultado de imagem para marcelo tavares

Deputado Marcelo Tavares ex- Chefe da Casa
Civil citado por preso da Operação Pegadores


Interceptação telefônica - Magno Barcelar




Nenhum comentário:

Postar um comentário