domingo, 11 de fevereiro de 2018

Maranhense, Alcione é homenageada pela Mocidade Alegre

IMAGEM REPRODUÇÃO

Com refrão que cita 'Não deixe o samba morrer', escola de SP fez homenagem que teve a cantora do grito de guerra até o último carro no Anhembi. Maranhense, a escola colocou Alcione do início ao fim do desfile da Mocidade Alegre: a cantora deu a introdução para o grito de guerra no começo do desfile e depois foi correndo para subir no carro em que foi destaque, o último do cinco da noite. 


A escola homenageou a cantora na madrugada deste domingo (11). O enredo teve o nome "A voz marrom que não deixa o samba morrer".


Vários Carros alegóricos, fantasias mostraram a vida artística da cantora, além da sua trajetória de vida ao saí do Maranhão para o Rio de Janeiro, onde teve grande ascensão. Em 2018, a cantora completa 70 anos de idade e 45 de carreira.


Nenhum comentário:

Postar um comentário