quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Paço do Lumiar: farra de ''supersalários'' e desvio de função pública podem render perda de mandato de Dutra

Não é de hoje que existe irregularidades na gestão do prefeito comunista Dutra, o que vem lhe acarretando diversas ações, em maioria  sobre a falta de zelo e responsabilidade com a coisa pública (improbidade administrativa).

Em mais uma ação protocolada pelo pelo movimento 'Acorda Paço', denúncia a farra de ''supersalarios'' e desvio de função pública, como a  funcionária Myrlla Cunha  lotada como assessora jurídica sendo que aparentemente  nunca sentou em uma cadeira de faculdade  e o que tudo indica não é advogada, e seu salário é de 2.300 (foi mil e trezentos reais ), mais 2.300,00 (dois mil e trezentos reais ) somente de vale transporte, é duvidoso  e não aparece no portal, e é notório e conhecido por todos no município que ela é a assistente pessoal da primeira dama, amiga de velhas datas quase irmãs.


Luciano Targino Gomes lotado como coordenador – porém sem discriminação do local de serviço, também esteve envolvido na confusão que culminou na morte do sargento Rubens ano passado, também é conhecido no município ''como guarda costas, o capanga, o jagunço o motorista da primeira da Dama''.

O salário do protetor é de 3.000,00$ (três mil) mais 3.00,00$ (três mil reais) de vale transporte (Deve ser por que ele mora muito longe), também não informado ao portal, e o sortudo já chegou a ganhar 10.000,00 (dez mil reais)  publicado na portal da transparência no início do ano.

Portanto, com denúncias graves como essa é preciso que  o Ministério Público possa  apurar ás diversas irregularidades nesse caos administrativo que o município se instalou.



Nenhum comentário:

Postar um comentário