PESQUISAR

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Realizada audiência pública que trata sobre a municipalização do trânsito de Paço do Lumiar

Audiência Pública acontece com participação da populção


(Em  breve mais matéria sobre o assunto)
Na quarta-feira (20) foi realizada no auditório da igreja católica, a audiência pública que trata sobre a municipalização do trânsito de Paço do Lumiar.

A audiência foi proposta pelo Movimento Popular que teve a participação da vereadora Carmem Aroso (PMDB), representando a câmara municipal o vereador Miguel Ângelo (PRP) e representando a prefeitura o secretário de infraestrutura Pádua Nazareno.

Na oportunidade foram discutidos a remoção do canteiro central da principal avenida do bairro Maiobão, as modificações das linhas da trânsito, bem como a tentativa de implantação de um novo corredor de transporte.

A população sugeriu que a obra que está sendo executado pelo governo do Estado seja interrompida, além disso foi proposto que as mudanças devem passa por um debate mais criterioso e com maior participação da sociedade.

Apesar de afirmar que existe um projeto, o secretário Pádua Nazareno  não apresentou para os participantes da audiência, e afirmou categoricamente que o projeto é de conhecimento dos luminenses.

Líderes do Movimento Popular


Os moradores contestaram todas as informações  prestadas pelos responsável da pasta, e em nome da população o Movimento Popular afirmou que não vai aceitar a imposição do governo do estado nem da prefeitura.

''Nós da administração do prefeito Dutra valorizamos este instrumento de participação popular. Todas essas intervenções no trânsito e para melhor segurança do trânsito, de fluidez de tráfego, estão inseridas no contexto de municipalização do trânsito'', disse o secretário Nazareno.


''É um ponto positivo para a população, que haja esse diálogo entre a população e o poder executivo é importante'', frisou Miguel Ângelo, o parlamentar também destacou que o projeto tem que ser apresentado tanto para a sociedade e também para a câmara de vereadores.

''Esse movimento é umas das alternativas encontradas pela população para tomar conhecimento desse projeto que o governo do estado está executando  sem que a comunidade tenha conhecimento de nada que vai acontecer'', falou a vereadora Carmem Aroso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário