quinta-feira, 16 de março de 2017

Com ajuda dos deputados fantoches governo golpeia professores  

O governo Flávio Dino deu um verdadeiro golpe nos professores hoje, dia 15. A votação da Medida Provisória 230/17 só ocorreu nesta quarta por conta de uma manobra de governistas.
Havia um acordo para que somente amanhã, dia 16, a proposta fosse apreciada em plenário. No entanto, com o objetivo de evitar a presença de uma multidão de professores na Assembleia, Flávio Dino ligou pessoalmente para os parlamentares determinando a antecipação da votação.
A armação do governo gerou uma grande revolta na oposição, que conseguiu estender ao máximo a sessão ordinária, inclusive dando tempo para vários professores comparecerem na Casa. A gritaria de indignação foi geral por parte dos educadores, que ainda chegaram a ser barrados pela segurança do legislativo.
Foi preciso o deputado Eduardo Braide solicitar ao presidente da Casa, Humberto Coutinho, a autorização da entrada dos professores para acompanharem a sessão.

Mesmo sob forte protesto, os governistas ainda aprovaram o texto do governo, que determina a partir de 2017, a alteração do Estatuto do Magistério e reajuste de 8% sobre os vencimentos e a Gratificação por Atividade no Magistério (GAM), para quem ganha abaixo do piso. No caso das demais classes, o reajuste será somente sobre a GAM. Para a categoria, a medida é sinônimo de perda já que apenas uma minoria da classe ganha abaixo do piso.
Veja abaixo a lista dos 21 deputados que votaram a favor da medida
Ana do Gás

Antonio Pereira
Bira do Pindare
Cabo Campos
Leo Cunha
Levi Pontes
Édson Araújo
Fabio Braga
Fabio Macedo
Glaubert Cutrim
Hemeterio Weba
Junior Verde
Othelino Neto
Paulo Neto
Prof Marco Aurélio
Rafael Leitoa
Raimundo Cutrim
Ricardo Rios
Rigo Teles
Rogério Cafeteira
Stênio Rezende
Texto de Luís Pablo

Nenhum comentário:

Postar um comentário