terça-feira, 21 de março de 2017

''Arrastão do 65'' deixa moradores revoltados no Maiobão


O prefeito de Paço do Lumiar, Dutra(PCdoB) depois de querer dá regalias a presos quando foi deputado, agora enquanto prefeito  deixa a empresa Odebrecht Ambiental pintar e bordar no município.

A população do conjunto Maiobão, em Paço do Lumiar, está revoltada com a forma opressora da empresa Odebrecht Ambiental, que vem  fazendo uma espécie de pente fino no bairro. Trata-se da colocação de hidrômetros que medem o  consumo d'água . Os moradores são obrigados a acatar uma determinação da empresa, caso não se sujeitem a colocação dos hidrômetros  o desligamento será feito por parte da concessionária. 
Dutra que condenava a referida empresa, inclusive usou dos movimentos contra a concessionária para beneficio próprio no período pré-eleitoral, hoje fica neutro em relação a permanência da Odebrecht. Em campanha, o mesmo afirmou que iria romper o contrato, porém até o momento não o fez. Vale lembrar que Dutra é presidente do consorcio intermunicipal  de saneamento básico, tendo autoridade para intervir contra a empresa.
ODEBRECHT AMBIENTAL OPRIMUNDO OS MORADORES
 
A população reclama das tarifas abusivas cobradas, que chegam a ser surreais. ''Votei no Dutra acreditando que ele fosse retirar essa bendita(Odebrecht),  hoje estou amargamente arrependia! É uma conta cara, é R$150, R$250 é R$300, e a gente não consome tudo isso de água, e se não paga eles vem e contam sem dor e piedade'', disse uma moradora que preferiu o anonimato.
Esse é o ''arrastão do 65'', do prefeito Dutra, um simbólico presente para o povo do Maiobão,- Dutra - que disse que ia retirar a Odebrecht Ambiental, e ''tirar o Paço da escuridão''!
EXÉRCITO DA ODEBRECHT

Arrastão do 65, Dutra...




2 comentários: