terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Clayton Noleto na mira! ALEMA aprovou procedimento contra o secretário
Conforme  este blog vem acompanhado o caso do secretário de Estado de Infraestrutura Clayton Noleto que pode responder por crime de responsabilidade;


A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa aprovou, na sessão de ontem, requerimento do deputado Edilázio Júnior (PV) que pedia a abertura de procedimento contra o secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto (PCdoB), por crime de responsabilidade.
Apesar disso, a base governista recorreu, e a matéria deverá ir ao Plenário novamente na sessão de hoje.
Edilázio havia pedido a abertura de procedimento contra Clayton Noleto com base no artigo 33, § 2° da Constituição do Estado, após o secretário sonegar informações que haviam sido solicitadas pela Casa.
As informações solicitadas por Edilázio no mês de outubro deste ano, diziam respeito à relação dos municípios beneficiados com o “Programa Mais Asfalto”, bem como o cronograma de obras.
Para Edilázio, o Mais Asfalto se trata de um programa “eleitoreiro”, utilizado pelo Executivo durante o período eleitoral para beneficiar aliados do governador Flávio Dino (PCdoB).
“O Mais Asfalto foi um programa a bel prazer do governador. É um programa sem nenhum critério. Não existia cronograma de obra, muito menos orçamento detalhado e nem houve licitação alguma para as obras realizadas. Foi um programa utilizado tão somente para tentar mudar a intenção de votos nos municípios”, disse.
Com a aprovação do pedido, Clayton Noleto se torna agora alvo de processo por crime de responsabilidade do Legislativo Estadual, que pode o tornar inelegível para o pleito de 2018.
Noleto chegou a anunciar pré-candidatura este ano para a Prefeitura de Imperatriz, mas depois desistiu, após institutos de pesquisas atestarem baixo desempenho em intenções de votos.
Apesar disso, ele já desenha candidatura ao Legislativo no pleito de 2018.
Mais
Outro requerimento de autoria de Edilázio Júnior (PV) e que pedia a convocação do secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto, foi rejeitado ontem pelo plenário da Casa. Foram 13 votos contrários e apenas 9 favoráveis à convocação do secretário. O parlamentar lamentou a não aprovação do requerimento e lembrou do discurso de posse do governador Flávio Dino (PCdoB), em 2015, que assegurava, naquela ocasião, que todo e qualquer auxiliar do primeiro escalão do Executivo estaria à disposição do Legislativo assim que convocado para prestar esclarecimentos.
Texto Luís Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário